A gelada do corredor: Tyson Gay se prepara para as Olimpíadas de Inverno

Andy Lyons/Getty Images North America/AFP

O segundo homem mais rápido da história vai entrar numa fria. Sim, é isso mesmo: o americano Tyson Gay vai correr na neve.

Depois dos Jogos Olímpicos do Rio, Tyson Gay agora vai buscar uma vaga na equipe americana de bobsled para os Jogos de Inverno, que serão disputados em Peyong Chang, na Coreia do Sul, em 2018.

O bobsled é o trenó e precisa ser empurrado com muita velocidade antes que os atletas iniciem a descida pela pista. Daí a importância de bons velocistas na modalidade. O brasileiro Claudinei Quirino, prata nos Jogos Olímpicos em Sydney 2000 e com três pódios em mundiais –  um vice e dois terceiros lugares conquistados em Sevilla 99 e Atenas 97 – também foi para os esportes de inverno e integrou a equipe dos “frozen bananas” ou bananas congeladas, como são conhecidos os atletas do bobsled brasileiro, nos Jogos de Turim em 2006. E ainda tivemos a história real dos velocistas jamaicanos, que foi contada no filme Jamaica Abaixo de Zero.

Para Tyson Gay, a possibilidade de participar de mais uma Olimpíada é motivadora e nisso ele irá focar a partir de hoje, quando começam as classificatórias que serão disputadas em Calgary, no Canadá. Como os amigos podem notar, não é apenas o Brasil que faz suas competições de inverno fora de casa.

Não são poucos atletas que migram dos Jogos de verão para os de inverno. Inclusive, a ginasta Laís Souza sofreu o acidente que tirou seus movimentos quando treinava para os Jogos de Sochi 2014. onde iria competir no esqui aéreo.

Mas, de todos que tentam, poucos são medalhistas nas duas versões olímpicas. Apenas seis atletas conquistaram esse feito, sendo três homens e três mulheres. Curiosamente, dois dos seis atletas são americanos: Eddie Egan, o pioneiro que venceu no boxe na categoria meio-pesado em Antuérpia 1920 e depois conquistou o ouro no bobsled em 1932, em Lake Placid. A outra atleta americana é Lauryn Williams, que foi prata em Atenas nos 100 metros rasos e em Londres no 4×100. Nos Jogos de Inverno em Sochi 2014, ela conquistou sua terceira medalha de prata olímpica, agora no frio e, assim como Egan, no bobsled.

Essa é a meta de Tyson Gay e por isso ele quer entrar numa fria…

Deixe uma resposta