Basquete que orgulha

Basquete
Redação Esporte
Escrito por Redação Esporte

Sim. É verdade que todos os esportes emocionam, mas poucos – talvez nenhum deles – podem proporcionar emoções tão intensas como o basquete. A bola que sai da mão do arremessador na última fração de segundo e cai de chuá quando o tempo já acabou muda o resultado do jogo, do campeonato, da Olimpíada. E vale como o Valle que mudou o basquete e o esporte do Brasil.

Ontem foi um dia de glória para o basquete: brasileiro e mundial! Para nós brazucas, a honra da seleção feminina conquistar o Mundial. Comandadas por Paula e Hortência, as meninas tomaram o lugar mais alto do pódio com todas as honras. Parece que foi ontem…

Esse é o verdadeiro basquete brasileiro. Dos grandes atletas, dos que fazem parte do Hall da Fama, das grandes conquistas que começaram lá atrás, em Londres 1948 (foto acima), pouco depois da Segunda Guerra, quando o masculino conquistou o bronze. Isso é o verdadeiro basquete do Brasil, não o dos que se julgam mais espertos e colocaram no banco (literalmente) em prol de prioridades e interesses estranhos.

Vinte anos se passaram. Eu estava lá, na cabine, com o grande Luciano do Valle. Época de ouro para o esporte brasileiro que sempre era acompanhado pela Band, o Canal do Esporte. Tinha Seleção Brasileira, nós estávamos lá. Guga, quando foi homenageado pela conquista em Roland Garros também há 20 anos, disse que era possível viver e sentir as mesmas emoções. Acredito nisso, pois é o que sinto nesse momento.

Como se fosse pouco a maravilhosa final da NBA, onde Kevin Durant, do Golden State Warriors, acabou com o jogo, na casa do adversário e deu à temporada do melhor basquete do mundo seu encerramento de gala. Também foi a Band e também foi o Luciano que começou com isso e eu estava lá. Destino? Sorte? Nessas ocasiões sempre lembro meu pai e seu sábio conselho: “todos fazem futebol, faça os esportes que você conhece, pratica e gosta”. Simples assim. Isso me levou a conhecer o mundo, a trocar de malas em aeroporto levando minha família a ficar comigo pouco tempo…

O basquete que orgulha é do Brasil e é do mundo. Emociona, é limpo e traz valores que formam pessoas de bem. Gente de caráter. Gente do esporte. Gente que nos orgulha!

Sobre o autor

Redação Esporte

Redação Esporte

Um dos maiores especialistas em esportes olímpicos, narrador e comentarista esportivo.

Deixe o seu comentário